Connect with us

MUNDO CRISTÃO

Homem abandona máfia e vida de crimes para se entregar a Jesus, na Malásia

Published

on

Homem abandona máfia e vida de crimes para se entregar a Jesus, na Malásia

Choby Siau era uma pessoa disléxica (com dificuldade de atenção), de origem multirracial e por causa disso, aos 11 anos, começou a ser alvo de bullying em sua nova escola na Nova Zelândia.

Ele conta que essa condição fazia com que, desde criança, lutasse para se defender e a seu irmão.

Choby revela que cresceu em uma igreja, mas nunca teve um relacionamento pessoal com Deus. Ele disse que se sentia ferido pela igreja.

“Eu sabia que Deus era real, mas realmente pensei: ‘Como Deus pode deixar o abuso acontecer comigo e com meu irmão?’ Eu tinha uma desconfiança de Deus e o culpei pelo que passávamos”, conta Choby.

Aos 13 anos, Choby e sua família foram para Penang, na Malásia, onde se juntou a uma máfia chinesa que agia no país.

“Meu objetivo era aumentar as fileiras”, diz Choby. “Eu queria me tornar um chefe daquele grupo.”

imagem12-12-2019-09-12-51

imagem12-12-2019-09-12-51

Choby Siau enquanto integrante de gangue na Malásia. (Foto: Reprodução/God Reports)

Logo o jovem foi expulso da escola e o chefe da máfia disse que o ensinaria o funcionamento do grupo. Assim, sempre que havia um problema para a tríade em Penang, ele era chamado resolver.

Outros caminhos

Aos 17 anos, Choby e sua família se mudaram para a América, quando ele passou a estar longe de sua namorada. Através de suas conexões na Tríade, ele descobriu que ela o estava traindo, o que o fez querer voltar para se vingar dela e do homem com quem esteve.

Mas antes que ele pudesse embarcar no avião, sua mãe teve uma conversa muito séria com ele. “Filho, eu não sei se voltarei a vê-lo”, ela disse ameaçadoramente.

Choby contou que sua mãe orava e lutava por sua alma e disse que “Deus falou com ela que eu ia morrer na Malásia”.

No avião para a Malásia, Choby começou a sentir ansiedade. Ele nunca gostou de aviões porque não tinha controle sobre ele. Controle era algo em que ele sempre procurava. Aquela situação fez com que ele começasse a folhear uma pequena Bíblia que seu amigo havia lhe dado.

Choby conta que uma mensagem apareceu para ele e dizia “Em três dias, sararei suas feridas”. Mesmo sendo disléxico, ele conseguia entender o suficiente para deixar Deus falar com ele.

Assim que chegou na Malásia, Choby ficou entre buscar a Deus ou conseguir um facão para ir atrás do homem que estava com sua namorada.

Choby disse que estava com tanta raiva, mas que no terceiro dia que estava no país, ele acordou e sua raiva e ciúme haviam ido embora e dentro dele havia uma paz que ele não conseguia entender.

Naquele momento, Choby entendeu que Deus o curou.

Ele continuou a sair com seus velhos amigos da gangue, mas não queria mais lutar, mesmo seus amigos estando constantemente em conflito com os rivais.

Inferno

Em uma ocasião, quando estava indo se encontrar com seu chefe da gangue, Choby foi confrontado por rivais.

“Eu senti que a morte estava ali”, lembra Choby. “Eu senti que era o momento em que morreria.”

Choby sabia que se ele morresse ali como resultado do conflito iminente, ele iria para o inferno.

O chefe inimigo pegou um facão e começou a gritar, tentando levar Choby e seus aliados para o estacionamento. Eles queriam sequestrar e matá-los.

Choby orou sinceramente em seu coração para que Jesus tivesse misericórdia dele e o salvasse.

De repente, mais amigos apareceram, dando tempo ao grupo para fugir. “Lembro-me de pensar naquela noite comigo mesmo: ‘Cara, isso era totalmente coisa de Deus'”, diz ele.

Ainda assim, ele não se arrependeu de seus pecados ou entendeu sua necessidade de se voltar totalmente para Cristo e deixar para trás as coisas do mundo.

Então, no dia seguinte, ele estava em um clube consumindo a droga e mais uma vez, ele sentiu uma premonição sombria. “Lembro-me de sair do clube e pude sentir a frieza da morte”, diz Choby.

Desta vez, ele entrou em pânico. Ele pensou que ao morrer estaria em pé diante de Deus no dia do julgamento.

Mais uma vez, ele olhou para o céu e pediu ajuda a Jesus. A vida voltou ao seu corpo e ele se sentiu sóbrio.

Mais livramentos

Semanas depois, ele foi andar um dia com seu braço direito da Tríade. “Ouvi uma voz que me dizia para colocar o cinto de segurança, que normalmente não usava”, lembra Choby. A Tríade vivia de forma imprudente, então tomar precauções como usar cinto de segurança era desaprovado.

“Choby, você não confia na minha direção?”, perguntou o amigo ao ouvir o estalo da fivela. “Por que você está colocando o cinto de segurança?”.

Choby disse-lhe para colocar o cinto de segurança também, e ele o fez. Enquanto dirigiam despreocupadamente, tentando acompanhar o ritmo de um carro mais rápido, cheio de outros amigos, seu carro começou a deslizar fora de controle.

imagem12-12-2019-09-12-54

imagem12-12-2019-09-12-54

Choby Siau e sua família hoje. (Foto: Reprodução/God Reports)

“Foi em um ângulo de noventa graus. Ele cortou a estrada e pulou da calçada”, conta Choby, que diz que sua vida passou diante de seus olhos. Ele chamou Jesus e depois desmaiou.

“Eu acordei e o para-brisa inteiro estava esmagado. Minha cabeça estava pendurada para o lado porque um poste que atravessava o para-brisa cortou parte da minha testa”, relatou.

Quando ele voltou à consciência, percebeu que seu amigo sofreu ferimentos piores e começou a sofrer uma convulsão. “Lembro-me dele deitado no meu colo, e ele me disse: ‘Choby, por favor, diga à minha família que os amo’”, contou.

Naquele momento, Choby perguntou a Deus o que fazer e ouviu: “Ore por ele”. Choby diz que orou por seu amigo. Eles foram encaminhados ao hospital, seu amigo foi submetido a uma cirurgia no cérebro e sobreviveu.

“Pensei em Deus e soube naquele momento que queria a salvação. Nesse ponto, a realidade de Deus se tornou existente para mim. Eu disse: Deus, eu quero saber mais sobre você”, continua Choby.

Paz e salvação

Choby conta que finalmente encontrou a paz de Deus e a salvação. Ele voou de volta para a América. Ele não conseguia ler a Bíblia, mas quando a abriu, sentiu um calor tomar conta de sua cabeça.

“Deus, eu não sei ler. Eu oro para que você use sua palavra para trazer cura à minha mente”, pediu. “Todo dia eu abria a Bíblia e começava a ler.”

A resposta veio. Deus arrancou as drogas em sua vida e curou a mente de Choby. Seis meses depois, ele deixou a máfia e compartilhou sobre Jesus com seu chefe e sua gangue.

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copyright © 2019 Noticia Gospel

%d blogueiros gostam disto: