fbpx
Connect with us

NOTICIAS

Sob gritos de ‘Alá Akbar [Deus é maior]’, muçulmanos queimam mãe e filhos de cristão

Published

on

Sob gritos de ‘Alá Akbar [Deus é maior]’, muçulmanos queimam mãe e filhos de cristão

PROPAGANDA

Em uma região situada há 50 quilômetros de Kampala, em Uganda, na África, mais um cenário de horror provocado por extremistas islâmicos afetou uma família de cristãos, após uma mãe, seu esposo e filhos de um cristão serem mortos queimados dentro da própria casa.

PROPAGANDA

Este caso ocorreu no dia 20 de agosto na comunidade Nakaseke. Ali Nakabale é o cristão que perdeu seus dois filhos, Afsa Lawada, de 9 anos e Yakubu Njabuga, de 6, assim como a sua mãe que cuidava das crianças no momento do atentado e o seu esposo, padrasto de Ali.

Todos foram mortos quando a casa em que eles estavam foi incendiada pelos muçulmanos radicais. “Ao chegar em casa, encontrei-a destruída pelo fogo que queimou meus quatro membros da família, incluindo meus dois filhos”, disse Ali ao Morning Star News.

“Ao chegar ao necrotério, encontrei seus corpos queimados após o reconhecimento”, lembra o cristão. Os vizinhos de Ali, que não quiseram revelar seus nomes por razão de segurança, testemunharam o momento do atentado.

PROPAGANDA

“Vimos fogo saindo da casa de Hamidah com gritos altos dos muçulmanos dizendo: ‘Alá Akbar [Deus é maior]’”, disse uma das testemunhas. “Chegando ao local do incidente, descobrimos que a casa havia sido demolida, matando os quatro membros da família”.

PROPAGANDA

Ali Nakabale e a sua mãe, Nankya Hamidah, de 56 anos, abandonaram o islamismo ao se converterem a Jesus Cristo em agosto de 2018. Desde então, o cristão levava seus filhos com ele secretamente para os cultos cristãos, mas a sua esposa, Sandra Nakamada, 32 anos, tomou conhecimento do fato.

“Quando minha esposa começou a espancar meu filho, condenando sua ação de ir à igreja, eu soube que nossa visita aos cultos haviam sido descobertas”, disse Nakabale. “No mesmo dia, minha esposa me deixou e saiu de casa. Ficamos assustados porque sabíamos que nossas vidas estavam em perigo. Por três meses, nenhum muçulmano visitou nossa casa.”

A mãe e o padrasto de Ali também se converteram. No momento do incêndio na casa deles, o pai das crianças não estava em casa.

PROPAGANDA

Ainda recém convertido, Ali agora enfrenta questionamentos contra Deus sobre o motivo da morte de deus filhos. “Ele precisa de aconselhamento e orações neste momento difícil”, disse uma fonte local, que também não quis se identificar.

PROPAGANDA

 

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copyright © 2019 Noticia Gospel

%d blogueiros gostam disto: